[...] « Fragmentos da Lua
Visitem Fragmentos da Lua









Clique aqui para adicionar aos favoritos





Som Da Lua:

Angel Of Mine - Evanescence


You are everything I need to see
Smile and sunlight makes sunlight to me
Laugh and come and look into me
Drips of moonlight washing over me
Can I show you what want from me

Angel of mine, can I thank you?
You have saved me time and time again
Angel, I must confess
It's you that always gives me strength
And I don't know where I'd be without you

After all these years, one thing is true
Constant force within my heart is you
You touch me, I feel I'm moving intoyou
I treasure every day I spend with you
All the things I am come down to you

Angel of mine, let me thank you
You have saved me time and time again
Angel, I must confess
It's you that always gives me strength
And I don't know where I'd be without you

Back in the arms of my angel
Back to the peace that I so love
Back in the arms of my angel I can finally rest
Giving you a gift that you remind me

Angel of mine, let me thank you
You have saved me time and time,
and time, and time again
Angel, I must confess
It's you that always gives me strength
And I don't know where I'd be without you

Angel of mine, can I thank you?
You have saved me time and time again
Angel, I must confess
It's you that always gives me strength
And I don't know where I'd be without you



Ja por aqui tocou:
.Evanescence - Missing
.Evanescence - My Immortal
.Smashing Pumpkins - Disarm
.NightWish - Nemo
.Aerosmith - Fly away from here
.Why - Banda sonora "The Crow"
.LifeHouse - Hanging By a Moment
.Angels - Within Temptation
.Memories - Within Temptation
.This is my dream - Lacuna Coil
.Somewhere - Within Temptation




The Crow


People once believed,
That when someone dies,
A crow carries their soul,
To the land of the dead,
But sometimes,
Something so bad happens
That a terrible sadness is carring with it
And the soul can´t rest,
Then sometimes,
Just sometimes,
A crow can bring that soul back
To put the wrong things right.

An building gets torched,
All there is left is ashes,
I used to think,
That was true about everything,
Family, friends, feelings,
Now I know,
If sometimes love proves thrill,
Two people who meant to be together
Nothing could keep them apart.
Buildings burn, People die, But real love lives forever.



Arquivo


<< February 2007 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
 01 02 03
04 05 06 07 08 09 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28




Nome: Meialua
Idade: 29


Signo: Escorpião (Nascida no Halloween)
Cor: Roxo
Coisas que adoro: A Lua, os meus amigos verdadeiros, o meu marido, o Mar, tudo que seja místico, ler, música, fotografia, rir, namorar, acima de tudo VIVER, etc...
Coisas que odeio: Inveja, falsidade, injustiças, pessoas interesseiras, mesquenhices, mentiras, etc...






Fases da Lua:



moon phases
 


Novo Selo:


Visitem Fragmentos da Lua

Se quiseres levar o meu Selo, tira o Código Aqui


O Meu blog Místico:


Visitem a Bruxinha da Lua


O Meu blog de Gifs:




O meu blog com a Moon Priestess:


Visitem

(Hiatus)

A minha heterónima:



O Meu Award



Se quiseres o meu Award deixa um comentário com o teu E-mail a pedir o Código



[Amigos da MeiaLua]
Clica Aqui para veres e conheceres todos os meus amigos.


Awards

Clica na imagem para veres todos os Awards que já ganhei


Sou de novo destaque:

Blog Destaque do Magia Gifs!


Concursos:

De momento sem tempo,
não participo em nenhum


Faço parte do Livro de Ouro:

Blog de Ouro do Magia Gifs!


Prémios A Destacar:






Presentes:



Presente da Branca



(Presente da Rute)












Fragmentitos:














If you want to be updated on this weblog Enter your email here:



rss feed

Friday, February 23, 2007
[...]

Olá amigos!
Tudo bem? Espero que sim. Smile
Comigo tudo óptimo, embora sem muito tempo, rss Tongue
Hoje deixo aqui um trecho do último livro dum dos meus escritores preferidos.
Beijinhos grandes com muito carinho para todos**

Não há nenhuma diferença entre aquilo que aconteceu mesmo e aquilo que fui distorcendo com a imaginação, repetidamente, repetidamente, ao longo dos anos. Não há nenhuma diferença entre as imagens baças que lembro e as palavras cruas, cruéis, que acredito que lembro, mas que são apenas reflexos construídos pela culpa. O tempo, conforme um muro, uma torre, qualquer construção, faz com que deixe de haver diferenças entre a verdade e a mentira. O tempo mistura a verdade com a mentira. Aquilo que aconteceu mistura-se com aquilo que eu quero que tenha acontecido e com aquilo que me contaram que aconteceu. A minha memória não é minha. A minha memória sou eu distorcido pelo tempo e misturado comigo próprio: com o meu medo, com a minha culpa, com o meu arrependimento. Quando me lembro de ter quatro anos e de estar a brincar no quintal, não sei onde terminam as imagens que os meus olhos de quatro anos viram e que permanecem até hoje comigo, ou onde terminam as imagens que inventei sempre que tentei lembrar-me dessa tarde. Era uma tarde que passava entre os ramos dos pessegueiros. A luz, disposta sobre a terra, era como figuras de renda, como uma colcha de renda com as formas dos ramos dos pessegueiros e das folhas que tremiam. Depois da copa emaranhada das árvores, devia haver o céu e pássaros porque aquela era uma tarde calma de maio. A minha mãe estava na cozinha. Às vezes, via o seu rosto a olhar-me através do vidro da janela. As minhas irmãs talvez estivessem nos seus quartos ou em algum lugar que eu não conhecia. Eu tinha quatro anos e havia muitas coisas que não conhecia.

José Luis Peixoto, in Cemitério de Pianos


Posted at 9:02 am by meialua

isa&luis
March 1, 2007   11:29 AM PST
 
Olá menina linda,

Excelente escolha!

Beijinhos muitos para ti

Isa
Nilson Barcelli
February 28, 2007   04:36 PM PST
 
Também gosto do José Luis Peixoto.
Beijos.
Daniel Aladiah
February 27, 2007   11:20 PM PST
 
Um beijo
Daniel
Carlos Gameiro
February 27, 2007   05:09 PM PST
 
Olá Meia Lua.

Excelente escolha, quer de autor, quer de obra.

Beijitos...
Lumife
February 25, 2007   11:18 PM PST
 
RFegressei ao Beja


Beijos
Lau
February 25, 2007   02:53 AM PST
 
tu gostas do mesmo tipo deleitura que eu

:D

beijinho
Fátima
February 24, 2007   06:46 PM PST
 
Boa escolha – eu também guardo muitas memórias de infância que infelizmente não são boas, mas com o passar dos anos aprendi a vê-las como oportunidades que a vida me deu para evoluir.

Bom fim-de-semana e muitos bjinhos!
sandra
February 24, 2007   10:47 AM PST
 
Bom dia!
Passei apenas para desejar um bom fim de semana!
Beijocas
ESTRELA
February 23, 2007   02:05 PM PST
 
olá :)
vim deixar uma bjoca e desejar bom fim de semana, fica bem...
e diverte-te!
baraujo
February 23, 2007   12:19 PM PST
 
só vou fazer um pequeno apontamento, pq o texto fala por si... no dia-a-dia sera q conseguimos distinguir o q vemos realmente do q vemos distorcido?

... atras de uma lagrima uma historia...
... atras de uma conversa outra historia...
... atras de cada sorriso...
atras de cada olhar...
e sera q percebemos o q vemos?
n estara distorcido.. e as memorias? o q foi e é real?

jinho
 

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments




Previous Entry Home Next Entry